quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Divagações sobre quereres

No meu último post eu falei sobre como estava feliz. Quero dizer, estou. Mas também estou cansada, muito cansada! Estou numa rotina um pouco exaustiva e o trânsito me estressa muito. A indefinição de algumas coisas também. Mas a graça da vida é essa, né? Seus altos e baixos, certezas e incertezas...

Falando em certezas e incertezas, no fim de semana passado, conheci a prima de um amigo e, de cara, descobri alguém que pensa exatamente como eu sobre determinado assunto. Fiquei tão feliz, porque às vezes me achava maluca ou tinha medo que as outras pessoas me achassem invejosa, despeitada etc.

É o seguinte: meu sonho sempre foi ser promotora. Até hoje não passei no concurso e nem sei se algum dia vou passar, mas desde uns 2 anos atrás, resolvi que não ía esperar esse sonho acontecer para dar continuidade à minha vida. Condicionar casamento, família, filhos à tão almejada estabilidade financeira. Descobri que a vida se compõe de múltiplas realizações e o lado profissional é apenas uma delas.

Então. A menina que eu conheci tinha o mesmo sonho que eu. Hoje ela é analista do TRE e mora no interior. E sabe o que ela me disse? Que hoje ela não estaria disposta a começar tudo de novo por essa carreira (quando a gente passa no concurso tem que ficar numa cidade pequenininha e leva aaaaanos até chegar na capital), que ela já sacrificou demais a vida pessoal e ela acha que não vale a pena! Pois é, uma pessoa falando com conhecimento de causa. Ou seja, pra ela não vale a pena esperar mais não sei quantos anos as coisas acontecerem em troca de um salário de R$ 15 mil. Pra mim esse é o ponto. Quero ganhar bem, quero ter um trabalho que me realize, mas quero milhões de outras coisas também. E sei que não dá pra ter tudo...

6 comentários:

  1. Humm...
    pois, além da saudade, também bateu vontade de conversarmos mais...

    beijos!
    Liazinha.

    ResponderExcluir
  2. Oi Pa! Menina, adorei seu blog também! Eu lembrava que você tinha um, mas não lembrava o endereço, peguei o link no comment que vc fez no meu. A vida é sempre assim, cheia de surpresas, né? Você sabe que eu não casei? Seria em abril, mas aconteceu uma dessas surpresas da vida. E assim caminha a humanidade! Outras surpresas vão sempre acontecendo, a gente vive se adaptando às loucuras que vão surgindo! O importante é sempre tentar ser feliz. Eu acho que vc fez muito bem. Não condicionar toda sua vida a uma realização apenas. Seja profissional, afetiva, familiar ou qualquer coisa. Beijão!!

    ResponderExcluir
  3. Liazinha,
    precisando tanto da sua help!!!

    Ná,
    welcome!! o importante é mesmo tentar ser feliz, espero que vc esteja!!!
    ah! te ouço quase todos os dias!

    bjosss

    ResponderExcluir
  4. Bom dia!!
    Tenha uma ótima semana
    bjss

    ResponderExcluir
  5. Palomita querida, como vai vizinha?! rsrs
    Nunca mais nos encontramos por aqui...

    Selinho pra ti no meu humilde blog. =)
    bjinhus

    ResponderExcluir
  6. Ai Loma...
    ainda tenho esse medo...

    ResponderExcluir