quinta-feira, 11 de agosto de 2005

la nuit

A noite me tem sido muito cruel
seja pela lua que aparece em todas as suas formas,
pelas estrelas que pulverizam lembranças ou
pela brisa suave e o relógio que me diz que são dez horas.
Meu relógio biológico briga com o emocional:
a noite chega e a dor acorda.
De manhã quando desperto, chego até a esquecer que ela existe...
apenas pelo breve instante que dura o dia.

3 comentários:

  1. Melancólica, heim? Ah, deixa disso! E os concursos, como vão? Eu já voltei ao trabalho duro e o verão parece que já foi, a temperatura está em 12, chuvinha fina... isso, sim, é um convite à melancolia. Abraço, querida.

    ResponderExcluir
  2. Comigo dá-se o contrário... Essa dor só pára de me consumir à noite... quando finalmente durmo!!!

    ResponderExcluir
  3. Huuummm... quero notícias. Códigos!!
    beijão
    Lia.

    ResponderExcluir